Diversidade de meios de pagamentos: ofereça vários e venda mais

Consumidores demandam cada vez maior variedade de meios de pagamentos para realização de suas compras. Além dos tradicionais boletos bancários e cartões de crédito, há diversas outras alternativas: transferência bancária diretamente da conta corrente, carteira virtual, cartão de crédito de bandeiras pouco comuns, depósito em conta, voucher, pagamento por celular, moeda digital; até cheques podem ainda ser solicitados pelo cliente para realizar uma compra. A empresa deve estar preparada para receber por diversos meios, sob pena de perder vendas por não aceitar aquela forma de pagamento desejada pelo consumidor.

Na sua empresa, quantas formas de pagamento são aceitas para realizar as vendas?

Novas tecnologias e interatividade geram muitas oportunidades às relações das empresas com seus consumidores; para aproveitá-las, entretanto, as empresas devem estar preparadas e dispostas a inovar em alguns conceitos e em seus processos.
Tratando-se de meios de pagamento oferecidos aos consumidores para efetivarem suas compras, novidades têm sido criadas e disponibilizadas às pessoas com razoável velocidade, demandando das empresas frequentes alterações e inovações nos processos comerciais.
São vários os meios de pagamento demandados pelos consumidores para efetivar suas compras, desde os mais tradicionais até alguns bastante novos:

  • cartões de crédito: além das bandeiras tradicionais – Visa, Mastercard, Diners e American Express – outras vêm sendo criadas e colocadas nas carteiras dos consumidores, como Hipercard, Elo, Aura, Cabal, Personal Card, entre outras;
  • boletos bancários: ainda bastante utilizados em diversos segmentos de vendas online e prestação de serviços, estão passando por considerável mudança no Brasil, visando a dar mais segurança às empresas e aos consumidores;
  • transferências bancárias / cartões de débito: transferência direta a partir da conta corrente do consumidor, seja via cartão de débito (venda presencial, diferentes bandeiras) ou diretamente no site do banco (venda online, diferentes bancos);
  • depósito em conta: depósito identificado, diretamente no caixa do banco ou no caixa eletrônico e em dinheiro;
  • vouchers: tratam-se dos vales recebidos de empresas para gastos com alimentação, transporte, combustível, cultura ou livremente (cartões, presente, Natal, etc.);
  • carteira virtual: diferentes modalidades de carteira virtual onde o consumidor possa dispor de saldo monetário e a partir de onde deseja realizar pagamentos, exemplo do PagSeguro e do Paypal;
  • moeda digital: no mundo das maiores inovações tecnológicas, já estão em pleno funcionamento e se tornando cada vez mais comuns as moedas virtuais, sendo a mais famosa o BitCoin; muitas pessoas já dispõem de saldos de moedas digitais em suas carteiras virtuais, já realizam transações com outras frequentemente e já demandam realizar pagamentos por produtos e serviços com elas;
  • pagamento por celular: uma novidade no segmento dos meios de pagamento é a possibilidade de utilizar o celular para efetivar as compras; ele funciona apenas como um veículo da informação do meio de pagamento, dispensando por exemplo a utilização física do cartão de crédito na maquininha da loja (basta encostar o celular na maquininha, que já ocorre a comunicação e a venda se realiza a partir do cartão cadastrado no aparelho); por enquanto, o celular substitui fisicamente o cartão de crédito, mas logo ele poderá substituir também outros meios;
  • cheques: antiquados e aparentemente fora de circulação, ainda há demanda pela utilização de cheques para pagamentos por produtos e serviços, não somente em compras presenciais como também online (sim, vendas online com pagamento em cheque); considerando a diversidade de inovações entre tecnologias comerciais e para pagamentos, é possível disponibilizar para os consumidores também esse meio de pagamento, com segurança e facilidade de operação.

Considerando essa diversidade de meios de pagamento nas mãos dos consumidores, você deve decidir quantos e quais deles serão aceitos em sua empresa, visando a potencializar ou sob pena de limitar suas vendas. Para subsidiar essa decisão, podem ser considerados basicamente dois caminhos alternativos: soluções de recebimento contratadas direta ou indiretamente.

Soluções contratadas diretamente: adquirentes e instituições financeiras

Na sua empresa, podem contratar diretamente as empresas que efetivam os pagamentos por diferentes meios:

  • ADQUIRENTES: empresas que efetivam os pagamentos por cartões de crédito, de débito e de voucher (vales); muitas vezes, são as mesmas que alugam as “maquininhas” de cartões, também chamados de POS (do inglês: “point of sales”, ou ponto de venda), e permitem o pagamento com cartões de diversas bandeiras. As adquirentes mais conhecidas são a Cielo (antiga Visanet) e a Rede (antes, Redecard), mas há outras com presença crescente no mercado brasileiro, como Getnet, Stone e Global.
    Para vendas online, também deve ser contratada uma adquirente, bem como feita a integração entre o sistema da loja virtual utilizado na sua empresa (o software que roda o site da empresa onde os consumidores realizam as compras) e o sistema da adquirente. Ou seja, deve-se programar para que, nas vendas realizadas no site da empresa e pagas com cartão de crédito, os dados da venda e do cartão sejam transferidas para o sistema da adquirente, pois é quem realizará efetivamente a cobrança do banco que emitiu o cartão para seu cliente e lhe concedeu crédito para realizar compras. (No caso das vendas presenciais, a própria maquininha se conecta com o sistema da adquirente em cada venda e transfere as informações.)
    A adquirente é quem receberá os valores dos seus vários clientes, das diversas compras realizadas em sua empresa (presenciais ou online), lhe cobrará as taxas e tarifas combinadas e depositará o restante na conta da sua empresa, nos prazos preestabelecidos para cada tipo de transação.
    No painel de controle do sistema da adquirente, você poderá consultar todas suas vendas realizadas por meio dela, os valores a receber previstos em cada data, bem como realizar antecipações de valores.
  • INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS: para receber por meio de boletos bancários ou transferências eletrônicas, devem-se contratar as instituições financeiras para onde desejam direcionar os pagamentos. Normalmente, inicia-se pelo/s próprio/s banco/s onde a empresa movimenta conta corrente, mas outros podem ser contratados especialmente para ampliar a oferta de transferência eletrônica.
    Para emissão de boletos bancários e utilização deles como meio de pagamento, deve-se contratar junto ao banco uma carteira de pagamentos; nessa contratação, são definidos valores de tarifas e prazos para liberação dos valores, bem como alguns procedimentos para emissão, baixa, cancelamento, protesto etc. A emissão dos boletos normalmente poderá ser feita diretamente no sistema online do banco, via internet, ou em sistema gerencial utilizado internamente na empresa, apenas registrando os boletos emitidos no sistema do banco e retornando os pagamentos a partir dele. O controle das contas a receber, das contas pagas e das contas atrasadas é feito no sistema de controle desses títulos de cobrança (sistema do banco ou sistema gerencial interno), podendo-se também negociar com o banco a antecipação desses recebíveis. Normalmente, não é necessário emitir boletos de mais de um banco, pois na maioria dos casos eles são recebidos por toda a rede bancária, independentemente do banco em que foram emitidos.
    Para aceitação de transferências eletrônicas diretas, entretanto, deve-se contratar separadamente cada instituição financeira a qual desejam oferecer como opção de pagamento. Além da contratação do serviço e possivelmente da abertura de conta corrente para recebimento dos valores, será necessário também a programação da integração entre o sistema da loja virtual da empresa com os sistemas das instituições contratadas. Os relatórios sobre as vendas realizadas e os valores a receber, bem como a eventual disponibilidade de antecipação de recebíveis serão acessados no painel de controle de cada uma das instituições.

É notável a maior complexidade contratual, gerencial e de desenvolvimento de sistemas da alternativa das contratações diretas de adquirentes e instituições financeiras. A depender do tamanho da sua empresa e do volume de transações envolvidas, no entanto, pode ser vantajoso seguir esse caminho. Primeiramente, deve-se considerar que seu cliente associará a compra diretamente com sua empresa, pois será seu nome que aparecerá na fatura do cartão de crédito, no extrato da conta corrente e no cabeçalho do boleto bancário. Ainda, a empresa terá mais controle sobre o processo de pagamentos, haja vista ter desenvolvido os sistemas de integração da loja virtual. Por fim, poderá negociar taxas e tarifas diferenciadas com as empresas, condizentes com suas movimentações.
Não obstante, você pode preferir centralizar os diversos meios de pagamentos aceitos em menos contratos e com menor demanda por desenvolvimentos e integrações; daí a solução das contratações indiretas abaixo.

Soluções contratadas indiretamente: subadquirentes

Alternativamente à contratação direta de adquirentes e instituições financeiras – vários contratos e integrações entre sistemas – pode-se contratar uma única empresa que lhe permita oferecer aos clientes diversos meios de pagamentos. Tratam-se das subadquirentes, a exemplo da PagSeguro, Iugu, Moip, Paypal e Payleven, entre outras. As principais vantagens delas se mostram no âmbito de vendas online, mas já estão presentes também nas vendas presenciais, com maquininhas que aceitam diversos tipos de cartões de crédito, débito e voucher.
Ao realizar vendas presenciais ou online tendo subadquirentes como intermediárias dos pagamentos, são elas que processam as transações, seja qual for o meio de pagamento escolhido pelo consumidor. Ou seja, como intermediárias de pagamentos, são elas que têm os contratos e integrações com adquirentes e instituições financeiras, tendo já resolvido toda a complexidade contratual, gerencial e de sistemas evidenciada acima. Assim, resta para sua empresa estabelecer contrato somente com elas – muitas vezes, somente com uma subadquirente – bem como integrar o sistema de sua loja virtual somente com elas. Ainda, as informações sobre as vendas e os pagamentos serão consultadas somente nos sistemas delas, bem como somente com elas serão negociadas eventuais antecipações de recebíveis.
Não obstante às vantagens, entretanto, há outras considerações a fazer: o processo do pagamento é realizado efetivamente no sistema da subadquirente e isso pode ser um problema para as vendas online. Para finalizar a compra, seu cliente será levado à página da subadquirente (pode ser que ele não perceba esta mudança), para escolher a forma de pagamento e digitar as informações necessárias para efetivá-lo; o cliente pode não gostar dessa mudança a acabar desistindo da compra. Ainda, nas faturas de cartão de crédito e nos extratos bancários de seus clientes, bem como no cabeçalho do boleto emitido para pagamento, não aparecerá o nome da sua empresa, mas o nome da subadquirente. Isto ocorre, pois o pagamento é realizado a princípio do cliente para a subadquirente, que depois repassa o valor à sua empresa.

Há diversas vantagens e desvantagens em cada uma das alternativas disponíveis, bem como outras considerações a serem feitas quando da tomada dessa decisão, a depender do segmento de negócios da sua empresa, dos canais de vendas utilizados e do perfil dos consumidores em relação aos meios de pagamentos. Na CLATHE, somos especializados em gestão financeira de pequenas e médias empresas e conhecemos profundamente essas diversas questões, podendo assessorá-los na avaliação e no desenho da alternativa ideal para sua empresa. Entre em contato conosco.

Artigos Relacionados

Obrigação de registro dos boletos bancários: não d... A partir de 2017, boletos emitidos sem registro só serão aceitos pelo próprio banco em que foram gerados e não mais pelo restante da rede bancária. As...
Conciliação das vendas por cartões: garantia de re... Ao vender com pagamento por cartão de crédito ou débito, pode-se facilmente perder o controle dos valores. Diversos eventos ocorrem em prazos distinto...
Cobrança de mensalidades: organize os processos e ... Diretora, como são gerenciadas as mensalidades na escola? Organize os processos de cobrança e melhore a gestão dos fluxos de caixa da escola. Cobra...

Responder

Seu email não será publicado

CLATHE Controller – Pacote padrão de serviços

Contratando a CLATHE para estruturar externamente a controladoria da sua empresa, seremos responsáveis pelas rotinas de:

  • faturamento
  • cobrança
  • tesouraria
  • gestão financeira de contratos
  • integração contábil
  • análises financeiras

Ainda, no pacote padrão estão inclusas as seguintes funcionalidades CLATHE:

  • Sistemas de gestão integrado
  • Relatórios financeiros detalhados
  • Plataforma CLATHE Suporte para comunicação financeira
  • Protocolo CLATHE Controller de segurança das informações

Entre em contato conosco: contato@clathe.com ou 11-4933-7503

Caso queira receber imediatamente uma proposta comercial do CLATHE Controller – pacote padrão – informe os dados a seguir sobre a empresa:

  Caso prefira, clique aqui e preencha o Formulário de partida.

×
Assine CLATHE Newsletter

A CLATHE Newsletter apresentará semanal e objetivamente informações relevantes à gestão financeira da sua empresa.

Frequência de 1 a 2 vezes por semana, via e-mail, podendo se descadastrar a qualquer momento.

O conteúdo enviado por e-mail pode ser consultado também em nosso site, seção Expert: clathe.com/expert

[mailchimpsf_form]
×
Sobre a CLATHE

Somos especializados na gestão financeira de pequenas e médias empresas.
Potencializamos a atuação do empresário focada na própria área de conhecimento e onde realmente gera valor à empresa.

Empresa sediada em São Paulo-SP, mas capaz de prestar serviço para empresas sediadas em qualquer local do país. Fundada em 2015.

Diretor Geral

Marcelo Barroso Doutor em contabilidade pela Universidade de São Paulo (FEA/USP), professor de pós-graduação strictu-sensu em ciências contábeis, consultor de empresas especializado em análises e avaliação de desempenho empresarial.

Currículo acadêmico: http://lattes.cnpq.br/9049418503430545

Deixe a controladoria em nossas mãos e faça mais pelo seu negócio!

×

×